Info

Atualizado em 15 dez 2009 12h25

Maiores "micos" tecnológicos do ano de 2009

  • URL Curta:
Todo mundo está sujeito a pagar um mico de vez em quando. Confusões envolvendo publicações na internet, a partir de fotos ou posts em redes sociais, erro em anúncios e gafes - com ou sem desculpas posteriores, o que às vezes só aumenta a polêmica - renderam algumas histórias engraçadas. Ou nem tanto, dependendo das consequências inesperadas. Confira dez grandes micos deste ano.

10 - Pose na maca
ver ampliado
O "jogo dos deitados", no qual as pessoas postam fotos em que aparecem deitadas nos lugares mais inesperados, virou uma febre na rede social Facebook e ganhou as páginas dos jornais, em setembro, quando veio à tona o 'mico'. Médicos e enfermeiros de um hospital em Swindon, na Inglaterra, foram suspensos porque resolveram participar da brincadeira. Trabalhando no turno da noite, entre os dias 14 e 15 de agosto, eles tiraram fotos em que apareciam deitados nos corredores, em macas, em aparelhos de reanimação e na enfermaria do hospital. E, claro, publicaram tudo na internet. Além da suspensão, sete deles tiveram os salários cortados e passariam por processo disciplinar.

9 - TVs e mais a R$ 9,90
ver ampliadover ampliado
Devido a um erro de sistema, o site da loja Fnac anunciou por alguns minutos, numa madrugada de maio, produtos como TVs de plasma e LCD, notebooks e outros por apenas R$ 9,90 mais frete. Muitos consumidores aproveitaram a ocasião para comprar eletrônicos por uma ninharia, mas na manhã seguinte um aviso no site falava sobre o erro, avisava que o sistema já estava normalizado e dizia que as compras haviam sido canceladas.

8 - Fotos de festa causam despejo
ver ampliado
A dona de uma casa que era alugada há oito meses para três jovens em Folkestone, na Inglaterra, descobriu que a propriedade e os móveis estavam sendo destruídos pelas inquilinas. Como? As moças deram uma festa, fotografaram tudo e publicaram as imagens no Facebook. Uma amiga da dona da casa aparecia nas fotos e ela, curiosa, foi espiar. Viu paredes esburacadas, papel de parede rasgado, lustres arrancados, carpetes queimados e uma TV quebrada. E resolveu despejar as moradoras - que, nas fotos, dançavam e saltavam sobre uma mesa. Ao receber a ordem de despejo, as festeiras fugiram e ainda deixaram para trás contas de gás e luz atrasadas, além do aluguel devido: quase R$ 6,5 mil em prejuízos.

7 - Mamãe, olha meu brinquedo novo
ver ampliado
Em maio, um casal na Nova Zelândia recebeu uma lição para dar mais atenção ao computador e à filha. A menina Pipi Quinlan, 3 anos, comprou em um leilão na internet uma escavadeira de 1,5 tonelada por valor equivalente a R$ 24,6 mil enquanto os pais dormiam. Ao abrir o computador, mais tarde, a mãe viu o e-mail do vendedor que dizia algo como 'acho que você vai gostar desta escavadeira". Ela estava em um leilão de peças da Lego, pensou que o veículo era de brinquedo e só percebeu o que tinha acontecido ao reler a mensagem e ver o preço do equipamento. Engano esclarecido, o site reembolsou as despesas do vendedor com o anúncio e o leilão.

6 - Vovó chata vai à venda no eBay
ver ampliado
Uma menina de 10 anos colocou a avó à venda no site de leilões eBay. Para Zoe Pemberton, a senhora de 61 anos é "irritante e muito reclamona". Mas segundo o jornal Daily Mail, tudo não passou de uma brincadeira. A avó, com problemas de saúde, estaria um pouco deprimida e a menina só queria encontrar alguém que pudesse cuidar dela e animá-la um pouco. O mais inusitado é que ela recebeu 27 propostas antes de o site tirar a oferta do ar, já que a venda de seres humanos não é permitida no eBay.

5- Black or white
ver ampliado
Em agosto, quem pagou mico foi a Microsoft, que teve que pedir desculpas após ser acusada de editar uma foto e trocar a cabeça de um homem negro pela de um branco. A versão original apareceu no site americano da empresa de software, mas na Polônica a cabeça foi trocada - só a cabeça. Ou seja, o homem tinha cabeça de branco mas a mão que aparecia sobre a mesa era negra. A imagem alterada, na qual havia também um homem asiático e uma mulher branca, foi amplamente divulgada e circulada em sites e blogs na internet. Em discussões online, alguns blogueiros afirmaram que a Microsoft estava tentando agradar a todos os gostos ao ter um homem com uma face branca e mãos negras. Outros sugeriram que a empresa pode ter alterado a imagem para refletir melhor a composição étnica da população da Polônia. Fato: a Microsoft teve que pedir desculpas e prometeu "investigar" o caso.

4 - Doente para trabalhar, mas não para usar a web
ver ampliado
Uma mulher foi demitida na Suíça por usar o site de relacionamentos Facebook (de novo a rede social). O motivo é que ela estava ausente do trabalho por estar "muito doente para usar um computador". A seguradora, ao descobrir que a funcionária - que alegava sofrer de enxaqueca - estava acessando a web quando deveria estar repousando, disse que o fato destruiu sua confiança na profissional. A mulher alegou que não estava usando o computador para acessar a web e sim seu iPhone, ou seja, estava repousando - e ainda acusou a empresa de espioná-la criando um 'amigo fictício' na rede social, que coincidentemente sumiu poucos dias depois da demissão.

3 - Sempre é bom desconfiar
ver ampliado
Um estudante irlandês de 22 anos decidiu "fazer uma experiência sobre o fenômeno da globalização". Então inventou uma citação, atribuiu-a falsamente ao compositor Maurice Jarre, que morrera naquele dia (29 de março) e postou-a na enciclopédia online Wikipedia. A citação falsa foi reproduzida nos obituários de jornais britânicos como The Guardian, The Independent, na revista de música da BBC e em diferentes jornais da Índia e da Austrália. Mesmo tendo sido apagada logo depois pelos editores da Wikipedia, a informação continuou aparecendo porque o estudante seguiu republicando-a. O mico é que nenhum jornal percebeu o engano, e foi o próprio estudante quem enviou e-mails para diversos veículos de comunicação avisando que a citação era falsa.

2 - Aeroporto no Centrral Park?
ver ampliado
Difícil imaginar que alguém pudesse levar a sério a proposta de construção de um aeroporto no Central Park, em Nova York. Mas a proposta, publicada em um site, enganou o editor do conhecido coletivo de blogs americano Huffington Post, que publicou a história do "novo aeroporto" com destaque, em julho. A notícia, intitulada "Aeroporto no Central Park? Plano desvendado", foi baseada em nota publicada por outro site. Mas era tudo uma grande piada: o site da falsa fundação responsável pelo projeto teve o registro do seu domínio feito apenas em abril deste ano e além disso, o endereço informado pela fundação fica no 58º andar de um prédio que tem apenas 57.

1 - Programador vai à praia e site exibe foto pornô por 10 horas
ver ampliado
O melhor mico envolvendo tecnologia do ano: a escapada à praia de um programador de internet para aproveitar o dia de calor intenso deixou, por aproximadamente dez horas, na página principal do site catalão Diario Barcelona, a foto de uma atriz pornô seminua, com as pernas abertas. Um estagiário, ao tentar publicar uma notícia, anexou sem querer a imagem pornográfica na capa do site. O responsável pela programação não percebeu, liberou a publicação e foi para a praia.

"Passamos o dia todo atrás do funcionário, que deixou o celular desligado. Agora estamos tentando reunir a redação para cometer um suicídio coletivo", afirmou, sem perder o bom humor, o jornalista do Diario Barcelona, Pedro Mendoza, após o ocorrido. O jornal, que costuma receber 200 mil visitas diárias, teve mais de 600 mil usuários naquele dia e travou. O Diario também recebeu uma avalanche de ligações de usuários surpresos. "Só faltou o Obama nos telefonar", brincou Mendoza.

Versão Original: Lembre os maiores "micos" tecnológicos do ano

Informações do Terra BR / Complementado por ThiagoInfo

© MNDTI - Tecnologia e Informação. Todos Direitos Reservados. Política de privacidade.