Info

11 dez 2009 11h45

Tecnologia (e-skin) permitirá trocar cor dos aparelhos eletrônicos

  • URL Curta:
A divisão de pesquisas da Philips demonstra esta semana no Japão uma nova tecnologia de papel eletrônico (e-paper) chamada de "e-skin", que permite personalizar outros eletrônicos de consumo, permitindo-os trocar de cor ou estampa com o toque de um botão. Segundo a fabricante, essa tecnologia pode levar à criação, no futuro, de "e-papéis de parede", que se ajustam de acordo com o gosto do dono ou até mesmo com a luz do ambiente.

ver ampliadover ampliado

A Philips diz que seu e-paper pode ser colorido - ao contrário de usos de papel eletrônico atuais, monocromáticos, como o leitor Kindle, da Amazon -, usando diversas camadas para controlar a cor e até mesmo sombras. Os primeiros projetos com e-skin são mais simples e podem ser usados em dispositivos portáteis. Entre os exemplos fornecidos de conceitos com a nova tecnologia estão um telefone fashion que alterna cores durante o dia, um videogame-telefone que ajusta o visual de acordo com o game e até mesmo um MP3 player "camaleão".

De acordo com a fabricante holandesa, o uso de e-skin pode, no futuro, chegar até a equipamentos médicos, como ressonância magnética ou tomografia, para deixar o paciente mais confortável. O e-skin usa o mesmo conceito do e-paper: partículas em uma suspensão clara que mudam de uma área para outra dependendo da carga elétrica aplicada, "ligando" ou "desligando" um ponto na tela. Entretanto, no e-skin as partículas coloridas se escondem sob uma máscara, deixando o ponto (pixel) transparente ou não, permitindo ainda controle de saturação e sombra.

Não há previsão para lançamento de produtos com a e-skin, mas a Philips diz que pode licenciar a tecnologia para outros fabricantes.

Version English
- Philips E-Skins Could Have Your Gadgets Changing Colors Like a Chameleon

Informações do Zumo Notícias

© MNDTI - Tecnologia e Informação. Todos Direitos Reservados. Política de privacidade.